• Maísa Coimbra

Até quando ser MEI?

Atualizado: 18 de Jan de 2018


O MEI foi criado para incentivar o empreendedorismo brasileiro e impulsionar a economia. Desde então, ele intensificou bastante o aumento dos negócios regularizados no país e possibilitou o crescimento de diversas empresas.


No entanto, você que nasceu como MEI, não precisa permanecer nessa modalidade de negócio para sempre. Há a possibilidade de solicitar o desenquadramento, e também há alguns aspectos podem te levar a essa mudança.


Fatores que podem te levar a migração para ME


O empreendedor poderá migrar no caso de perspectiva de crescimento, e, em virtude do aumento do faturamento não se adequará mais as regras de MEI. Isso é um motivo que poderá levar a mudança de categoria.


Quando há expectativa de prosperidade é aconselhável que aja migração para ME, visto que terá mais benefícios do que ficando como MEI, onde será obrigado a pagar os impostos e multas referentes ao valor que excedeu o teto de faturamento.


É pertinente salientar que as compras feitas também devem ser compatíveis com o faturamento, do contrário, haverá o desenquadramento automático.


Há outros fatores que obrigatoriamente desenquadram o empreendedor da categoria MEI, são eles:

  • Inclusão de um sócio;

  • Atividade não incluída na tabela de MEI;

  • Contratação de mais de um funcionário; e/ou

  • Abertura de uma filial ou caso se torne administrador de outra empresa.

Em situações em que a migração é obrigatória e não se regularize a condição, a Receita Federal fará o desenquadramento de forma automática.


Como desenquadrar seu negócio do MEI


O desenquadramento por opção pode ser feito a qualquer momento, dependendo apenas da vontade do empreendedor. Caso a saída da categoria MEI seja feita de fevereiro a dezembro, o egresso só terá efeito no ano seguinte. Caso seja feita em janeiro, a efetivação será realizada no mesmo ano.


Assim como o por opção, aquele desenquadramento em que o empreendedor se vê obrigado a migrar também pode ser feito através do Portal do Simples Nacional por meio do serviço “Desenquadramento do SIMEI”, no qual o usuário deverá acessar e relatar a data e o motivo pelo qual deseja ir para outra categoria. Depois é só aguardar a análise do pedido.


Ao conseguir a autorização para migração, vá até a Junta Comercial do seu estado para regularizar o registro da sua empresa.


Vantagens de ser ME


A mudança na sua modalidade de negócio permitirá que seu faturamento seja de até R$ 4,8 milhões; poderá ter quantos sócios achar necessário, além de poder ter participação em outras empresas; poderá ter funcionários ilimitados e exercer todas as atividades permitidas no Simples Nacional.


Dê um passo além e transforme sua empresa em ME, o nosso intuito é ver seu crescimento. É importante sempre estar confiante e certo de que se deseja mudar para ME, pois é um passo muito significativo, uma vez que: você deverá entrar em contato com sua contabilidade de forma recorrente, visto que emitirá nota fiscal por todo produto e/ou serviço prestado.


Possui mais dúvidas sobre esse assunto?


Entre em contato conosco que esclareceremos tudo! Fazemos a abertura da sua empresa, migração, transformamos sua MEI em ME, acompanhamos os seus processos contábeis e auxiliaremos em tudo que for necessário. Solicite Orçamento.

Fluiu, a contabilidade do futuro 

A Fluiu Contabilidade está devidamente regulamentada perante o Conselho de Contabilidade.

CNPJ: 13.916.492/0001-01
CRC/DF: 1992/0-2

Serviços

Contato

(61) 9 8582-1590

SGAN Quadra 601 Conjunto H,

Sala 48 Térreo - Edifício Ion,

Asa Norte, Brasília-DF

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube